Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Carago... sim, Carago!

Carago... sim, Carago!

24
Nov05

Falta-te um bocadinho assim!

Carago

O Porto ganhou na Madeira ao Nacional que até seguia invicto na Liga Portuguesa. Tal como contra o Inter, aqueles que quiseram fazer o enterro da equipa do Porto e principalmente do seu treinador, tiveram que meter a viola ao saco, tomar dois kompensans, largar dois peidos e ir para a cama cedinho.

A forma como Co Adriaanse foi trucidado pela 95% da imprensa após o jogo com o Benfica é algo que deveria ser alvo de uma tese de Mestrado ou Doutoramento nas áreas da psicologia ou sociologia. O homem esteve mal nesse jogo? Claro que esteve, eu próprio aqui o referi. Mas mesmo depois dessa machadada no nosso brio, 90% dos portistas continuaram do lado do treinador. Compreenderam que o homem só está aqui há 4 meses, tem uma equipa praticamente nova e com uma média de idades baixíssima. Primeiro acusaram-no de ser militarista... já o provou que não é. Depois acusaram-no de ser teimoso... já o provou que não é. O que é que querem mais? Queriam que homem tivesse ido embora só porque meia dúzia de camafeus mostraram-lhe uns lenços brancos? Até aí se vê a pobreza franciscana que grassa pela nossa honrosa comunidade jornalistica desportiva. Co Adriaanse em bom inglês disse (vou traduzir): “Se eles quiserem que eu me vá embora... mostrem os lenços brancos.” Isto é muito diferente de dizer: Se eles mostrarem os lenços brancos... eu vou-me embora. Se não encontrarem diferenças entre estas duas afirmações, consultem um professor de português... ou inglês.

A crónica ao jogo de ontem de um dos pasquins de Lisboa começa assim:

Ganhar sem saber ler

“O jogo acabou com uma oportunidade flagrante de golo, mas Chilikov atirou por cima quando um "matador" fazia golo. De certeza. Ia dar empate e o FC Porto já não se isolava no 2º lugar. E se desse, mesmo que não esteja em causa a propriedade do seu triunfo, Co Adriaanse era o grande culpado.” (...)

Quando alguém escreve com esta “certeza”, não há mais nada a acrescentar. Para mim como adepto ferrenho, doente e por vezes incapacitado de ser imparcial do meu clube, o meu Porto fez um jogo tremendo. Em espectáculo? Não... mas em equilíbrio! A defesa esteve portentosa, especialmente o senhor Pepe que ontem não teve das suas míticas paragens cerebrais. Paulo Assunção é uma formiga de uma utilidade fantástica, ora cobrindo os centrais, ora fazendo pressão, ora a indo dobrar os defesas laterais. Quaresma, sem ter estado especialmente endiabrado, é cada vez mais imprescindível (Se o venderem em Dezembro, eu deixo de ir ao Dragão... uma ameaça inconsequente nunca fez mal a ninguém). Hugo Almeida esteve fantástico... trabalhou como poucos, rematou que se fartou e ainda teve tempo para fazer um golo soberbo. O F.C.Porto teve duas bolas no ferro, mais 4 ou 5 oportunidades claras de golo, dominou como quis e apenas permitiu ao Nacional uma oportunidade já ao cair do pano. Há muitas coisas que ainda precisam de ser rectificadas? Claro que há, mas é impossível fazer tudo de uma vez. Começamos a ter uma defesa mais segura, já é um princípio... vamos ao resto!
Ganhar sem saber ler... é pena é que ande por aí tanto jornalista desportivo sem saber escrever e mais grave sem conseguir pensar.

P.S. Alguém deu pelo “cromo” da SportTV que fez as entrevistas no Flash-interview? Não percebia puto de inglês, o que fez com que as declarações de perto de 3 minutos de Adriaanse ficassem com esta tradução: “Co Adriaanse a... dar os parabéns aos seus jogadores.” Quem não percebe inglês deve ter ficado nas lonas...
Por último e para concluír um directo histórico:
“Pronto... estas foram as declarações de Manuel Cajado... Machado!”

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2005
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D